Criptomoedas por conceito são moedas virtuais que utilizam da criptografia com a finalidade de garantir segurança nas transações financeiras na internet.

Tecnicamente, uma criptomoeda se utiliza da tecnologia de blockchain, que assegura e valida transações, além de criar novas unidades da moeda.

Parece complicado né? Mas não é tanto assim.

A partir de agora, vamos esclarecer de uma vez por todas como funciona essa tecnologia financeira que promete ditar o futuro das transações pela internet.

O que significa descentralização?

Descentralização significa que os valores podem ser transferidos de pessoa para pessoa sem passar por bancos ou intermediários.

Por ainda não existir um órgão regulador das criptomoedas, é possível realizar transações em qualquer país com taxas menores.

Portanto, seu controle se dá por vários servidores simultaneamente.

O que é possível comprar com Criptomoedas?

Praticamente tudo o que se vende desde bens e serviços na internet.

Com isso, não existem limites mínimos os máximos de valores e as transações podem ser feitas por qualquer pessoa em qualquer parte do mundo.

Muitas empresas, já aceitam as moedas virtuais como forma de pagamento.

Quais existem?

A mais popular sem dúvida é o Bitcoin (vamos falar bastante dela daqui pra frente em nossos posts), porém, já existe uma gama de moedas virtuais que estão sendo utilizadas.

Vamos listar abaixo algumas delas e falar em outra oportunidade.

  • Peercoin
  • Ethereum
  • Feathercoin
  • Terracoin
  • Freicon
  • PhenixCoin
  • AnonCoin
  • Noirbits
  • Nuggets
  • TimeKoin
  • SexCoin
  • WorldCoin
  • Stellar
  • Litecoin
  • EOS

Como são emitidas?

As moedas virtuais entram no mercado através de um processo chamado “garimpagem” ou “mineração”.

Essas ações são feitas através de softwares que prospectam novas moedas.

Por exemplo, cálculos feitos pelos softwares de mineração verificam as transações da rede e se armazenam em carteiras virtuais que são administradas pelo computador ou celular.

Como adquirir?

O primeiro passo para comprar ou vender Criptomoedas é se cadastrar em plataformas específicas de compras.

Portanto, para realizar a compra da moeda, você precisa ter saldo em reais.

Após realizar o cadastro, basta seguir as instruções e pronto!

Existem riscos?

Como em qualquer transação feita pela internet são necessárias algumas precauções.

Ou seja, ao adquirir criptomoedas você corre o risco de expor seus dados aos hackers que, cada vez mais, procuram brechas para atacar e roubar seu dinheiro e informações sigilosas.

Por isso, é muito importante que você mantenha um bom antivírus instalado no celular, por exemplo, que irá detectar e remover ameaças do seu aparelho.

Mais informações

Continue ligado ao blog do Bitse para saber tudo sobre a tecnologia das moedas virtuais.

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here